Make your own free website on Tripod.com

Cure and Care - Clínica da Ansiedade, Lda.

Home
Quem somos?
Serviços
Acordos
Ansiedade
Formação
Instalações
Contactos e Localização
Marcações Online

 
ANSIEDADE

42-15327381.jpg

 
O que é a ansiedade e por que ficamos ansiosos?

A ansiedade é uma sensação ou sentimento decorrente da excessiva excitação do Sistema Nervoso Central consequência da interpretação de uma situação de perigo. É distinguida do medo pelo facto dele ter um factor desencadeante real, enquanto na ansiedade o factor de estímulo teria características mais subjetivas.

Compreender as Perturbações de Ansiedade:

Ataque de Pânico

Inicia-se com uma intensa apreenção, medo ou terror, associado a sensações de catástrofe iminente. Os sintomas são os seguintes:

  1. palpitações, batimento cardíaco acelarado
  2. suores
  3. tremores
  4. dificuldades em respirar
  5. sensação de sufoco
  6. dor no peito
  7. náuseas
  8. sensação de cabeça oca, tontura ou desmaio
  9. despersonalização (sentir-se desligado de si próprio)
  10. medo de perder o controlo, morrer ou enlouquecer
  11. formigueiro
  12. sensação de frio ou calor

Agorofobia

Evitamento de lugares ou de situações nos quais a fuga pode ser difícil (ou embaraçosa) ou nos quais possa não ter ajuda no caso de ter um ataque de pânico ou sintomas semelhantes, em ultima instância o doente pode mesmo deixar de sair de casa.

Fobia Específica

Clinicamente significativa pela exposição a uma situação ou ojectivo temido, que leva ao seu evitamento, por exemplo: medo de andar de elevador, medo de aranhas, de pássaros etc. Os sintomas são os mesmos que nos ataques de pânico com a diferença que nas fobias especificas os sintomas surgem perante o objecto fóbico.

Fobia Social

É caracterizada por ansiedade clinicamente significativa provocada pela exposição a certos tipos de situações sociais ou de desempenho que frequentemente conduz ao comportamento de evitamento. Como por exemplo: falar numa reunião de emprego, apresentar um trabalho, expor-se em eventos sociais (assim como na fobia especifica os sintomas são como os de ataque de pânico mas sugem no contexto social).

Perturbação Obsessiva - compulsiva

Caracterizada por obsessões (as quais causam muita ansiedade e mau estar) e a compulsões (as quais servem para neutralizar a ansiedade.) Por exemplo: a obsessão pelos microbios, levando a pessoa a lavar as mãos várias vezes com medo de ser contaminado, tomar banho várias vezes seguidas, trancar e destrancar a porta de casa várias vezes,etc.

  • Obsessões definidas
  1. pensamentos, impulsos ou imagens, recorrentes os persistentes que são experimentados como intrusivos e inapropriados, e que provocam ansiedade ou mau estar intensos;
  2. Pensamentos, impulsos ou imagens que não são apenas preocupações excessivas acerca de problemas reais da vida;
  3. a pessoa tenta ignorar ou suprimir tais pensamentos
  4. apessoa reconhece que esses pensamentos são produto da sua mente
  •   Compulsões definidas
  1. Comportamentos repetitivos (lavar as mãos, ordenações, verificações) ou actos mentais (rezar, contar, repetir palavras mentalmente) que as pessoas se sentem compelidas a executar em resposta a uma obsessão, ou de acordo com regras que devem ser aplicadas de forma rígida;
  2. Os comportamentos ou actos mentais têm como objectivo evitar ou reduzir o mal estar ou prevenir algum acontecimento ou situação temidos

Perturbação de Pós- stress Traumático

É caracterizada pela repetição da experiência de um acontecimento traumático acompanhado por sintomas de activação aumentada e pelo evitamento de estímulos associados com o trauma. O acontecimento traumático é reexperiênciado de modo persistente de um ou mais dos seguintes modos:

  1. Lembranças perturbadorasintrusivas e recorrentes através de imagens e pensamentos;
  2. Sonhos perturbadores recorrentes acerca do acontecimento;
  3. Sensação de reviver a experiência, flashbacks
  4. Reactividade fisiológica perante acontecimentos que o façam relembrar os acontecimentos traumáticos;
  5. Esforço para evitar pensamentos,sentimentos ou conversas associadas com o trauma;
  6. Esforço para evitar lugares ou pessoas relacionadas com o trauma;
  7. Incapacidade para lembrar alguns aspectos do trauma;
  8. Interesse ou participação em actividades fortemente diminuidos;
  9. Sentir se desligado ou estranho em relação aos outros;
  10. Gama de afectos restringida.

Sintomas persistentes e ausentes antes do trauma:

  1. Dificuldade em adormecer ou permanecer a dormir
  2. Irritabilidade ou acessos de cólera;
  3. Dificuldade de concentração;
  4. Hipervigilância;
  5. Resposta de alarne exagerada.

Perturbação Aguda de stress

Semelhante ao acima descrito que ocorrem imediatamente após um evento traumático, o padrão de sintomas deve ocorrer nas 4 semanas após o evento traumático.

Perturbação da Ansiedade Generalizada

Caracterizada por pelo menos de seis meses de ansiedade persistente e preocupação excessiva, com o desempenho no trabalho por exemplo, medo de ser despedido sem motivo para tal, a pessoa tem dificuldade em controlar a preocupação

  1. Agitação, nervosismo ou tensão interior
  2. fadiga fácil
  3. dificuldade de concentração
  4. irritabilidade
  5. tensão muscular
  6. perturbações no sono

Perturbação de Ansiedade Secundária (a um estado físico geral)

Sintomas proeminentes de ansiedade que são consequência fisiológia directa de um estado físico geral.

Perturbação de Ansiedade (induzida por substâncias)

Sintomas proeminentes de ansiedade em consequência do abuso de drogas ou medicamentos.

 
© Copyright 2005
Cure and Care - Clínica da Ansiedade